Viver - Saúde

Por que ocorre e como tratar a acne no período menstrual?

13 de Outubro de 2021

Mudanças hormonais que ocorrem com a chegada da menstruação podem afetar a pele, trazendo em muitos casos acne. Saiba como incluir alguns cuidados na sua rotina para evitar o problema

Dores, cólica e inchaço são sintomas comuns dos quais as mulheres reclamam quando o ciclo menstrual se inicia, mas não são os únicos. “A mudança hormonal que ocorre durante esse período também afeta a pele, o que facilita a formação de cravinhos e acne. Isso ocorre por que, na semana que antecede a menstruação, os níveis de estrogênio caem e há um aumento de progesterona e testosterona no organismo, uma combinação que culmina no aumento da produção de oleosidade pela pele, com consequente entupimento e inflamação dos poros, surgindo assim a acne”, explica a dermatologista Dra. Patrícia Mafra, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

As alterações podem causar estímulo exagerado sobre as glândulas sebáceas com produção exagerada de sebo e provocar aumento da proliferação de bactérias, mas alguns hábitos também podem interferir: “Usar maquiagem não adequada, com veículos gordurosos ou muito pesados, pode causar obstrução dos poros. Devemos também prestar atenção no consumo exagerado de gorduras trans e saturadas e alimentos com alto índice glicêmico que provocam a piora da inflamação e da resistência à cicatrização e persistência do quadro”, acrescenta a Dra. Patrícia.

De acordo com a dermatologista, conhecer os ciclos menstruais é importante e, quando ele estiver no início, é fundamental adequar a rotina de cuidados com a pele para prevenir o aparecimento destas alterações, o que deve ser feito com produtos em veículos mais leves, hipoalergênicos e sem fragrância, já que sua pele tende a ficar mais sensível nesta época do mês. Com relação ao tratamento, inicialmente devem ser usados para controlar a inflamação sabonetes calmantes à base de extratos anti-inflamatórios. “À noite, podemos prescrever a vitamina A ácida, alternando com um nutritivo adequado à necessidade da paciente. O uso de vitamina C como antioxidante pode ser feito de manhã e, à noite, podemos ainda utilizar ácido salicílico, clindamicina e peróxido de benzoíla”, explica a médica.

A higienização da pele também é tarefa importante, deve ser feita duas vezes ao dia e com produtos que promovam uma limpeza de forma suave e sejam formulados com alfa-hidroxiácidos, que vão ajudar a remover a pele morta de seus poros, segundo a Dra. Patrícia. “Uma boa opção, por exemplo, é o ácido salicílico, que promove o controle da oleosidade da pele e a esfoliação dos poros”, recomenda a dermatologista.

Mas a limpeza deve sempre ser seguida de hidratação. “A pele mais oleosa também precisa ser hidratada. Ela tem excesso de oleosidade, mais carência de água, então é fundamental investir em um sérum com ativos de alta propriedade hidratante, como o ácido hialurônico, para ajudar a manter os níveis de hidratação de sua pele”, alerta a médica. “Porém, o ideal é que você consulte um dermatologista. Apenas ele poderá realizar uma avaliação de sua pele, dizer se a causa da acne é realmente hormonal e então indicar os melhores produtos e ativos para o tratamento do seu quadro acneico”, finaliza a Dra. Patrícia.

FONTES:

*DRA. PATRÍCIA MAFRA: Dermatologista, membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). Graduada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais (FCM-MG), com estágio em Dermatologia pelo Grupo Santa Casa e acompanhamento do Serviço de Ginecologia e Sexologia do Hospital Mater Dei, Dra. Patrícia Mafra é expert em injetáveis e speaker em eventos nacionais e internacionais, palestrando sobre temas ligados à área de atuação. A dermatologista também foi preceptora de Medicina Estética do Instituto Superior de Medicina (ISMD). https://patriciamafra.com.br/

Comentários
Assista ao vídeo
cture-in-picture" allowfullscreen>